05 abril 2006

flexivel demais, olhe aonde vim parar.

não é negócio para mim sair por essa porta
sem antes dizer, oh
hoje foi um dia frio,
livro e cha não bastaram,

aperto o sete, sobe...
contra nossa vontade, mas
não que eu precise também... oh

só vim até aqui lhe dizer o porque...
porque de não ser igual a voce,
porque de não querer tentar fazer bem feito,
se meu final for futil, não se compare...

sou eu mesmo, pior, ou menor,
talvez, mas sem querer não preciso mais.
não retruque se eu disser que não foi nada,
se indiferente eu for ao te ver descobrir
que não estou mais aqui, por favor...

não só subi com a educação,
mas trouxe a sinceridade, e, oh

só vim aqui lhe dizer o porque...
porque de não ser igual a voce,
porque de não querer tentar fazer bem feito,
se meu final for futil, não se compare...

por favor:
queime minhas coisas,
nada mais de numero sete, oh.

Um comentário:

L a r i s. kubo disse...

eu moro no 7 =)
no 7o andar
no apto 71(éeee bruxa do 71)

gosto da letra =)
beijo anjo ;*